Agradecemos o seu interesse em fazer parte da equipe do Hospital e Maternidade Jaraguá. Em constante crescimento, o HMJ conta com um setor de recrutamento e seleção que avalia e seleciona os currículos para diversas vagas disponíveis na Instituição.

Faça o seu cadastro preenchendo os campos abaixo e encaminhe em anexo seu currículo e venha fazer parte desta equipe!

 

Notícias

02 MAI 19

Hospital Jaraguá inova oferecendo carrinho elétrico de brinquedo para crianças internadas

Levar uma criança para a cirurgia nem sempre é uma tarefa fácil. Não acostumada ao ambiente hospitalar, muitas vezes, ela pode se sentir assustada ao não compreender os protocolos e exigências que ajudam a garantir o sucesso do procedimento. Mas, deixando o momento um pouco mais lúdico tudo muda. E foi exatamente essa a aposta do Hospital e Maternidade Jaraguá ao adquirir um carrinho elétrico de brinquedo para o Centro Cirúrgico.

 

Nesta semana, a unidade colocou em funcionamento a ideia, que já é um sucesso. A bordo do veículo, no passeio inaugural, o menino Pietro Rafael Martins Somense, de apenas cinco anos, aprovou a novidade. "Ficou mais divertido", comentou.

 

O carrinho está sendo utilizado no trajeto entre a sala de preparo e a sala de cirurgia do HMJ. Além de aliviar a tensão das crianças, ele ainda deixa o atendimento mais humanizado, o que foi confirmado por Janice Aparecida Martins, mãe de Pietro. "Ele estava nervoso e se acalmou com o passeio", enfatizou.

 

A iniciativa foi uma sugestão do cirurgião cardíaco Thales Cantelle Baggio. Para atender a ideia garantindo a aquisição do equipamento, o grupo de voluntários do hospital repassou R$ 1.550 provenientes do Bazar do HMJ.

 

Juntamente com o passeio de carrinho, antes da cirurgia, as crianças também recebem um Certificado de Bravura. Ele atesta a coragem dos pequenos em enfrentar um procedimento cirúrgico.

HMJ na mídia
04 ABR 19

Diagnósticos relacionados a circulação sanguínea ganham incremento no Hospital e Maternidade Jaraguá

O Hospital e Maternidade Jaraguá vem melhorando, continuamente, o atendimento à população.

 

Um exemplo disso é o setor de Hemodinâmica da unidade, que permite que os pacientes da microrregião recebam tratamento na cidade, não precisando se deslocar a Joinville, como anteriormente acontecia.

 

O serviço se dedica à realização de diagnósticos, pequenas intervenções e cirurgias relacionadas aos vasos sanguíneos do corpo.

 

Conforme o hemodinamicista André Resende Nora, que acaba de assumir o setor, o equipamento atua em situações comuns, como cateterismo cardíacos.

 

“Ele também pode ser usado em procedimentos que contemplam as artérias de regiões cerebrais, do pescoço, tórax, abdômen e pernas”, completa.

 

Ele explica que, por se tratar de um método considerado padrão-ouro no diagnóstico da doença arterial coronariana, o serviço de hemodinâmica garante mais saúde à população.

 

“Em sintonia com a direção do hospital e com o corpo de cardiologistas clínicos, sinto-me honrado em aceitar este grande projeto de estruturação e consolidação”, destaca Nora.

HMJ na mídia
30 JAN 19

Música erudita encanta pacientes em Jaraguá do Sul

Familiares e pacientes internados no Hospital e Maternidade Jaraguá tiveram um dia diferente, nessa semana. Os sons dos instrumentos clássicos como o violino e outros instrumentos de corda invadiram os quartos e mudaram o dia de quem estava no hospital. São os concertos sociais do Festival de Música de Jaraguá do Sul que acontecem em vários pontos da cidade.

 

O programador de produção, Aldecir Luis da Rosa, levou a filha de três anos para tratar uma infecção e teve uma bela surpresa com as apresentações de um quarteto de cordas. “Estava muito estressado com o problema dela e a música ajudou a relaxar. Foi a minha filha que pediu para ver a apresentação e, quando começou a tocar, ela se acalmou”, conta.

 

O quarteto de cordas formado por músicos da Austrália se apresentou no Pronto Atendimento e no setor de Pediatria. E o reconhecimento veio com os aplausos dos pacientes. A violinista Julieta Marquez, de 28 anos, veio do México para participar do Festival. Ela tocou para as crianças e se emocionou. “Foi muito lindo para mim. Eu dei o meu melhor porque não sei quando elas vão voltar a escutar apresentações musicais. É sempre especial tocar, mas, desta vez, foi diferente, ainda mais melhor. A última peça, eu improvisei para que a apresentação ficasse ainda mais especial para as crianças”, destaca a violinista.

 

O diretor-artístico do Femusc, Alex Klein, acredita que os concertos sociais também são uma oportunidade para que os músicos aprendam mais sobre as pessoas e o significado de pensar no próximo “Os concertos sociais nos ajudam a lembrar que por mais que seja difícil tocar algumas obras de grande compositores, têm pessoas passam por dificuldades ainda piores. E isso nós dá para o músico um pouco de humildade. Quando um músico toca em uma escola, num hospital, numa penitenciária, lar de idosos, faz com que a gente aprenda sobre mais sobre as pessoas”, destaca.

 

Os concertos sociais continuam pela cidade. Nesta quinta-feira as apresentações serão realizadas novamente no Hospital Jaraguá. Já na sexta-feira, a música do Femusc chega para os idosos do Lar das Flores.

HMJ na mídia