A ouvidoria é um canal de atendimento criado para aprimorar cada vez mais os nossos serviços, através de sugestões, elogios e reclamações. Para acessar o serviço de Ouvidoria você pode manifestar-se:

 

Pessoalmente

No setor de Ouvidoria, de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

 

Via telefone

Você poderá ligar para o (47) 3274 3015 e falar pessoalmente com o setor de Ouvidoria.

  

Envio de correspondência

Hospital e Maternidade Jaraguá

Rua dos Motoristas de 1936, 120 - Jaraguá do Sul

CEP:89255-060
A/C Ouvidoria HMJ

 

Via Formulário

Ainda, poderá fazer o preenchimento do formulário disponível em vários pontos no Hospital e Maternidade Jaraguá, ou através do formulário abaixo.

 

Notícias

24 DEZ 20

De rapel, Papai Noel faz alegria de pacientes de hospital em Jaraguá do Sul

Façanha do bom velhinho rendeu aplausos e chamou a atenção de pacientes e funcionários da unidade.

 

Nos filmes, o Papai Noel sempre é visto entrando na casa das pessoas por meio de uma chaminé. Mas, em Jaraguá do Sul, no Norte do Estado, a chegada do bom velhinho aconteceu de forma diferente.

 

Com um rapel, o Papai Noel fez a alegria de pacientes, funcionários e profissionais da saúde do Hospital e Maternidade Jaraguá. A ação aconteceu na terça-feira (22) e teve como objetivo levar alegria e o espírito natalino às pessoas.

 

Usando o equipamento para prática do esporte, ele desceu por uma das paredes do hospital, em uma altura de seis andares, chamando a atenção de quem estava no local.

 

Várias pessoas foram até as janelas para acompanhar a passagem do Papai Noel e tirar fotos. Algumas, inclusive, aproveitaram para aplaudir a façanha do bom velhinho.

 

HMJ na mídia
01 SET 20

Inédito: Curso de Gestantes e Pais Grávidos 100% on-line

Há mais de 50 anos o Hospital e Maternidade Jaraguá vem cuidando da saúde das famílias de Jaraguá do Sul e região. A instituição é vinculada à Rede Cegonha, uma rede de cuidados desenvolvida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para garantir uma gravidez, parto e puerpério seguros e humanizados, assim como o direito ao planejamento reprodutivo para as mulheres. A iniciativa também visa assegurar o direito ao nascimento seguro e humanizado, assim como o crescimento e o desenvolvimento saudável das crianças.

Há mais de 10 anos, o atendimento de referência da Maternidade do HMJ também é estendido a um curso voltado especificamente para gestantes e seus companheiros. Em 2020, diante das restrições de isolamento social, o Hospital e Maternidade Jaraguá lança o curso numa versão inédita. O conteúdo será oferecido de forma digital para atender os futuros papais e mamães no conforto de seu lar. Com orientações em vídeo, o “Curso de Gestantes e Pais Grávidos do Hospital e Maternidade Jaraguá” traz dicas valiosas para ajudar no processo de preparação da gestante, nascimento e cuidados com o bebê.


De acordo com a coordenadora de enfermagem do Hospital e Maternidade Jaraguá, Paolla Ruthes de Souza, o casal que participa do curso para gestantes fica mais preparado para o momento da gestação, parto e nascimento. “Eles conseguem se preparar com base em nossa realidade diminuindo a ansiedade e fazendo com que os acontecimentos sejam mais naturais e a rotina da instituição seja mais familiar, criando mais confiança para enfrentar aquilo que, para muitos, é desconhecido”, conta.


O curso terá orientações e dicas de enfermeiras, pediatras, ginecologista/obstetra e nutricionista. Os papais e mamães receberão informações que envolvem desde os cuidados necessários durante a gestação, passando pelo momento do parto, amamentação, orientações nutricionais, até dicas práticas como troca de fraldas, banho, cuidados com o cordão umbilical, orientações de alta da maternidade, documentação necessária para registro de nascimento do bebê. Informações sobre exames e vacinas necessárias, dicas sobre como evitar acidentes domésticos com a criança e até orientações para lidar com possíveis engasgos do bebê, também fazem parte do conteúdo.

SERVIÇO
O QUÊ: Curso de Gestantes e Pais Grávidos do Hospital e Maternidade Jaraguá
PÚBLICO ALVO: Gestantes e acompanhantes
COMO: 100% on-line
INSCRIÇÕES PARA O CURSO: 
https://www.fenomenosaprendizagem.com.br/loja/catalogo/boas-praticas-para-gestantes-e-pais-gravidos_159/

HMJ na mídia
24 JUN 20

Bebê que ingeriu soda cáustica passa por tratamento inédito em Jaraguá do Sul

Um bebê de 1 ano e sete meses que ingeriu soda cáustica em Jaraguá do Sul foi salvo após passar por um procedimento que, até então, era inédito na cidade. A criança ingeriu o produto, que é altamente corrosivo, há cerca de dois meses, de forma acidental. Desde então, o caso era monitorado pela equipe do Hospital e Maternidade Jaraguá.

 

— Na tentativa de cicatrizar e curar a queimadura que a soda cáustica causa na mucosa do esôfago, o corpo faz uma estenose, que é o estreitamento da luz do órgão. Com isso, acaba ocorrendo uma dificuldade alimentar ao paciente. Para tentar reverter esse quadro, foi preciso dilatar e aumentar a luz do órgão com materiais específicos para que a criança possa voltar a se alimentar bem e não tenha risco nutricional no futuro — explica a gastroenterologista pediátrica Angélica Luciana Nau.

 

O nome do processo pelo qual o bebê passou é dilatação esofágica. O procedimento é considerado de risco, pois podem surgir complicações durante o processo, como a perfuração do esôfago do paciente.

 

Entre preparar o paciente, anestesiar e concluir o processo, a operação durou 30 minutos. A médica responsável pela endoscopia e a dilatação esofágica contou com o apoio de anestesista, radiologista, técnico em radiologia e enfermeiras. Os residentes em pediatria, do HMJ, também acompanharam o procedimento.

 

A criança recebeu alta no dia seguinte ao procedimento e a família confirmou que a criança está bem e já se alimenta melhor. O tratamento deve continuar por um longo período. Inicialmente, a previsão é que o paciente realize outras dilatações de esôfago no intervalo de algumas semanas.

 

— Conforme for melhorando e conseguindo se alimentar melhor, poderemos espaçar mais, mas o tratamento costuma ser prolongado — complementa a médica.

 

Em caso de ingestão acidental de soda cáustica, a pessoa não deve provocar o vômito porque, ao fazer isso, a substância passará mais uma vez pela mucosa e causará mais lesões. Ela também não deve beber água, já que o líquido aumenta a superfície de contato do produto agressor com os tecidos. A melhor solução é ir imediatamente para o hospital para o médico avaliar a extensão do dano.

HMJ na mídia