VOLTAR PARA AS NOTÍCIAS
06 DEZ 18

Música e emoção embalam encerramento do Hospital Jaraguá

O Hospital e Maternidade Jaraguá encerrou o ano incentivando o reconhecimento do real espírito natalino. Durante a Cantata de Natal, funcionários, autoridades, parceiros, pacientes e voluntários se emocionaram ao som de canções natalinas apresentadas pela Orquestra Instituto Federal de Santa Catarina e o Coral Fundação Cultural Alemã, na noite da última quarta-feira, 5.

 

O diretor-executivo Sérgio Luís Alves considerou o momento como a união da família HMJ. “Como somos um hospital materno-infantil, acreditamos que todos os dias nasce um menino Jesus aqui dentro. Assim, mantemos sempre viva a esperança de que algo bom vai acontecer”, comentou. Ele ainda aproveitou para expressar gratidão à comunidade. “Desejamos que todos tenham um excelente Natal e um 2019 melhor e cheio de paz”, finalizou.

 

Na oportunidade, o capelão do HMJ e pastor da Igreja Evangélica Luterana, Ivanildo Laube, realizou uma cerimônia ecumênica e convidou o público a refletir sobre o nascimento de Jesus. “Parece que, nessa época, as pessoas ficam mais sensíveis, mais dispostas, mais sonhadoras. Há uma expectativa e um olhar diferente, um desejo de fazer coisas boas”, lembrou.

 

Quem fez questão de participar do evento foi a aposentada Maria Malheiro. Com 71 anos, ela se emocionou e cantou junto as tradicionais canções natalinas. “É tão bom termos saúde para participar e ouvir músicas que nos fazem lembrar do verdadeiro sentido do Natal e que mexem com o coração da gente”, enfatizou.

 

Ao final do evento, todos os presentes se posicionaram na escadaria do hall de entrada do HMJ em um momento de congraçamento. Eles cantaram juntos com a orquestra e o coral, fechando, assim, mais uma edição da Cantata de Natal da unidade.

07 MAI 20

Hospital e Maternidade Jaraguá amplia número de leitos da UTI Pediátrica

Dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica foram entregues nesta quinta-feira (7), no Hospital e Maternidade Jaraguá, de Jaraguá do Sul. Os novos equipamentos vão reforçar o enfrentamento da Covid-19 na região da Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali) para atender crianças a partir de 28 dias de vida.

 

O valor da obra de ampliação da UTI Pediátrica do Hospital foi de R$ 1,4 milhão. A cerimônia oficial de entrega dos equipamentos foi transmitida na página do Facebook do Hospital e Maternidade Jaraguá, na tarde desta quinta-feira.

 

Com a instalação dos novos leitos, o Hospital e Maternidade Jaraguá, que é referência em pediatria, atendimento a gestantes de alto risco, UTI Neonatal e Pediátrica, passa a contar com novos 10 leitos para atender o público infantil (até 14 anos e 11 meses) na cidade.

 

De acordo com o diretor técnico do Hospital Guilherme M. Sapia, a ampliação da ala de UTI pediátrica foi possível graças ao envolvimento de toda a comunidade, das empresas, poder público, médicos, funcionários e voluntários que contribuíram para a finalização das obras.

 

“Esse espaço tem infraestrutura de ponta, do que a gente considera de melhor na medicina, para dar esse suporte às nossas crianças de Santa Catarina. Quando tudo isso passar, porque vai passar, nós deixaremos esse legado para continuar atendendo a comunidade e o município por meio da nossa vocação no atendimento materno infantil”, afirmou.

 

O Diretor Executivo do Hospital e Maternidade Jaraguá Sérgio Luís Alves, lembrou das etapas que a unidade passou desde 1999, quando inaugurou sua primeira UTI pediátrica e agradeceu a todos que contribuíram para essa nova fase.

 

“Os bebês que aqui foram cuidados já têm 21 anos de idade. Isso nos dá uma alegria e a certeza que estamos cumprindo a nossa missão. Porque nesse lugar conseguimos enxergar o milagre da vida”, relatou.

 

Conheça os apoiadores e doadores que contribuíram para a ampliação dos leitos da UTI infantil:
- Acijs – Associação Empresarial de Jaraguá do Sul;

- Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul;

- Cooperativa de Crédito Sicoob Cejascred;

- Duas Rodas;

- Grupo de Voluntários do Hospital e Maternidade Jaraguá;

- Grupo Weg;

- Instituto Malwee;

- Prefeitura Municipal De Jaraguá Do Sul;

- Zanotti S.A.

 

 

 

 

HMJ na mídia
20 MAR 20

Weg e Zanotti doam R$ 122 mil para manutenção de respiradores do Hospital Jaraguá

Hospital e Maternidade Jaraguá recebeu na quinta-feira (19) a doação de R$ 86 mil da empresa Weg e R$ 36 mil da Elásticos Zanotti somando um total de R$ 122 mil que serão destinados para a manutenção de 15 respiradores artificiais.

 

Estes equipamentos poderão ser utilizados junto com outros 20 já disponíveis no Hospital para reforçar o atendimento nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) adulta e infantil. Os equipamentos garantem um reforço ao hospital para atender pacientes que possam ser atendidos neste período de pandemia do coronavírus.

 

O diretor executivo da unidade Sérgio Luís Alves, em nome do conselho administrativo do Hospital Jaraguá, agradeceu à classe empresarial que se sensibiliza com este momento de enfrentamento desta doença.

HMJ na mídia
17 MAR 20

Hospitais definem protocolos para evitar ocorrências com o Coronavirus

Os hospitais São José e Jaraguá divulgaram nesta terça-feira (17) uma série de medidas visando assegurar tranquilidade a funcionários, equipe médica, pacientes e comunidade. Os protocolos orientam sobre o acesso às unidades hospitalares e quanto às visitas aos pacientes internados, com isto se ajustando aos procedimentos de segurança sanitária decorrentes da pandemia do Coronavirus (Covid-19).

 

Hospital e Maternidade Jaraguá

> Proibida temporariamente a visita de pessoas com mais de 60 anos;

> Pacientes internados, com mais de 60 anos de idade, não poderão receber visitas;

> Limitação de 1 visitante por paciente.

> Estão adiadas todas as consultas ambulatoriais eletivas a partir de 20 de Março, até nova determinação, exceto para procedimentos tempo sensível. Assim serão mantido os atendimentos pós-operatórios e follow-up. 

> Estão adiadas todas as cirurgias eletivas que demandem reserva de vaga em UTI, até nova determinação, exceto cirurgias tempo sensível, como cardíacas, oncológicas, etc.

> Está à disposição conforme solicitado 1/10 de nossa capacidade instalada de leitos de UTI exclusivamente para receber casos de COVID-19. 

> As medidas de triagem classificação e segurança também já estão implantadas e em fase final de maturação conforme as recomendações pertinentes ao nosso cenário atual.

> Procedimentos cirúrgicos eletivos de pacientes já agendados estarão passando por triagem fonada e presencial no momento da internação e não existindo suspeita de infecção serão mantidos, até segunda ordem. A recomendação aos médicos é de que na medida do possível posterguem temporariamente a realização de procedimentos, considerando sempre a segurança dos pacientes.    

HMJ na mídia