15 DEZ 19

Coral formado por colaboradores emociona durante Auto de Natal do Hospital Jaraguá

Um dos destaques do evento foi a apresentação do coral Mãos que falam, formado por colaboradores da unidade.

 

Os sentimentos de união e gratidão marcaram as apresentações do tradicional Auto de Natal do Hospital e Maternidade Jaraguá, que aconteceu na noite de quinta-feira (12). Um dos destaques do evento foi a apresentação do coral ‘Mãos que falam’, formado por colaboradores da unidade.

 

Eles interpretaram canções, em libras, que convidam à reflexão sobre o cuidado e o amor ao próximo. Depois, foi a vez do Coral Municipal emocionar a plateia. E para a alegria das crianças, a iniciativa contou ainda com a chegada do Papai Noel.

 

Durante a celebração, o pastor Ivanildo Laube, lembrou a todos sobre o verdadeiro espírito natalino. “Não é sobre nós. É sobre Jesus. Será que estamos dispostos a presentear Jesus com nosso coração e nossas ações? Talvez podemos dividir a ceia com quem precisa”, sugeriu.

 

Já o diretor administrativo do hospital, Sérgio Luis Alves, aproveitou a oportunidade para agradecer. “Essa noite é especial e esse momento pode ser traduzido em uma só palavra: gratidão”, resumiu.

 

Além de colaboradores, representantes do Conselho Administrativo, voluntários, e da comunidade em geral, o evento contou ainda com a presença do secretário municipal de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, e do deputado estadual, Vicente Caropreso.

HMJ na mídia
05 DEZ 19

Hospital Jaraguá realiza procedimento diferenciado

A equipe de Hemodinâmica do Hospital e Maternidade Jaraguá realizou, recentemente, um procedimento diferenciado para desobstrução de uma artéria do coração. O homem, de 90 anos, foi submetido a um cateterismo cardíaco que mostrou lesões obstrutivas graves no tronco da coronária, vaso sanguíneo responsável pelo início da circulação de sangue para o músculo do coração.

 

Devido às lesões apresentarem importante calcificação, o que dificulta o preparo e implante dos stents por angioplastia convencional, foi optado por realizar o procedimento chamado aterectomia rotacional, que consiste de um cateter especial, o qual consegue girar com rápida rotação dentro da artéria do coração, resultando na fragmentação da placa de cálcio em minúsculas partículas e permitindo o implante do stent.

 

O procedimento, realizado pelo médico hemodinamicista Dr. André Nóra, em parceria com o Dr. Rodrigo Wainstein, hemodinamicista do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, ocorreu com sucesso e sem intercorrências. O paciente apresentou boa evolução clínica e recebeu alta hospitalar após 24 horas de observação.

HMJ na mídia