Notícias

18 SET 19

Hospital Jaraguá faz procedimento inédito em paciente que sofreu infarto

A equipe do Hospital e Maternidade Jaraguá realizou mais um procedimento inédito na cidade.

 

A circulação extracorpórea, aplicada pelos médicos do setor de cardiologia da unidade, foi determinante para a recuperação de um paciente de 60 anos de idade que sofreu um infarto de grande proporção.

 

Conforme o cirurgião cardíaco Thales Cantelle Baggio, o ECMO foi utilizado para que o coração do paciente tivesse tempo de se recuperar do incidente.

 

“Usamos o dispositivo de oxigenação extracorpórea por membrana durante sete dias, nos quais o sangue era desviado para a máquina. O aparelho é responsável por oxigenar e bombear o sangue de volta para o corpo”, explica.

 

A tecnologia, considerada sofisticada, imita a função natural do coração e dos pulmões, permitindo que se poupe os órgãos enquanto a recuperação acontece.

 

Segundo Baggio, o paciente necessitou apenas de cirurgia para colocação e retirada das cânulas que o ligavam ao dispositivo.

 

Ele já recebeu alta médica e, agora, segue tendo os cuidados comuns indicados a quem sofreu um infarto.

+ Notícias
01 AGO 19
logo-hospital-e-maternidade-jaragua

Comunicado

O Hospital e Maternidade Jaraguá é referência no segmento materno-infantil na região e busca, em todos os processos, um atendimento humanizado e de excelência, contando com profissionais capacitados e equipamentos de alta tecnologia. Diante da repercussão de um vídeo nas redes sociais contestando os protocolos da unidade no atendimento da gestante Z. V., 37 anos, a equipe médica esclarece que a situação está sob controle e seguindo os padrões normais, em casos de morte fetal. Conforme o diretor técnico, Dr. Guilherme Sapia, a mãe, que não precisou ser submetida à cirurgia graças ao protocolo de atendimento adotado, deve receber alta nas próximas 24 horas. O HMJ lamenta a exposição de seus pacientes, principalmente, em casos que exigem delicadeza e compreensão em virtude do sofrimento causado.

+ Notícias
25 JUL 19

Cozinha do Hospital Jaraguá está preparando pratos criativos para crianças internadas

Convencer uma criança a se alimentar corretamente nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente, naqueles momentos em que eles estão adoentados.

 

A empreitada fica ainda mais complicada dentro do ambiente hospitalar, quando, além da renúncia normal aos alimentos saudáveis ou desconhecidos, ainda há o desconforto da doença.

 

Por tudo isso, a equipe de nutrição do Hospital e Maternidade Jaraguá, em parceria com os profissionais da cozinha da unidade, encontrou na criatividade uma maneira de mudar essa situação.

 

Com pratos divertidos, as refeições oferecidas aos pacientes da ala infantil estão estimulando a alimentação saudável e, ao mesmo tempo, distribuindo alegria.

 

Conforme a nutricionista Tatiana Schena Bandeira, a ideia tem gerado resultados bastante positivos. Ela explica que crianças pequenas, com problemas sérios de saúde, incluindo pacientes com autismo, acabam tendo dificuldades de se alimentar e ficando suscetíveis à oferta de guloseimas.

 

“Eles ficam preocupados, mas se os filhos não comerem corretamente, também não ficarão saudáveis, não vão se curar mais rápido”, esclarece.

 

De olho nessa dificuldade, a cozinha passou a criar pratos diferentes, decorados com arroz, feijão, frutas.

 

“Pesquisamos e, agora, a equipe está fazendo preparações em forma de borboletas, palhaços, peixe, tudo para trazer o lúdico à alimentação”, complementa.

 

Paralelamente, a nutricionista também vem conversando com as famílias para sensibilizá-las em relação à importância das boas escolhas à mesa, buscando, assim, melhorias que podem ser levadas para fora do hospital, garantindo mais saúde ao longo de toda a vida.

 

De acordo com Sara Constantino Zanoni, mãe da menina Nicole Constantino Santos, paciente de apenas um ano e 11 meses internada há cerca de três semanas por causa de uma pneumonia, a novidade vem fazendo diferença na recuperação da filha. “Ela começou a comer por causa disso”, comentou.

 

Já o médico Rodrigo Ferreira de Souza, destaca que a alimentação é parte do tratamento. Por isso, na opinião dele, iniciativas que incentivam os pequenos a comer melhor aumentam as chances de uma alta precoce, fortalecendo o organismo mais rapidamente.

 

Criatividade na cozinha
A rotina na cozinha do HMJ é intensa. Todos os dias, a cozinheira Avanilda Moreira Zimmermann prepara cerca de cem refeições. Mas, nem a correria impede a criatividade. Desde que a ideia de oferecer pratos lúdicos às crianças surgiu, ela vem se dedicando a aprimorar os desenhos, sempre com novos formatos pesquisados na internet, após o expediente.

 

“É tão gratificante saber que estamos ajudando, fico emocionada quando uma mãe diz que o meu trabalho fez a diferença na recuperação”, confessa.

 

Atualmente, três cozinheiros do hospital são responsáveis pelas preparações especiais.

+ Notícias
24 JUL 19

Hospital Jaraguá faz exame para diagnóstico do Parkinson

O Hospital e Maternidade Jaraguá está oferecendo à comunidade mais uma importante novidade em busca de mais saúde com atendimentos minuciosos. Pela primeira vez no município, foi realizado o exame de Cintilografia Cerebral com 99m-Tc trodat-1. Por trás do nome complicado, há um procedimento considerado uma ferramenta interessante no diagnóstico da doença de Parkinson.

 

Conforme a médica Stefanie Knabben Ribeiro, do Centro de Medicina Nuclear da unidade, a enfermidade é pautada por uma degeneração das células responsáveis pela produção de dopamina e, no exame, usa-se traçadores específicos para auxiliar o diagnóstico. “Depois de cerca de uma hora de imagens, vamos ver se o elemento concentrou ou não. Em caso afirmativo, há uma probabilidade grande de ser negativo para a doença”, resume.

 

Nos últimos dias, a especialista já realizou dois procedimentos desse tipo em pacientes da região. Segundo ela, o exame, que até dias atrás não era realizado na cidade, é complementar, ajudando o médico no diagnóstico correto, garantindo um tratamento adequado à doença. Recentemente, pela primeira vez em Jaraguá do Sul, também foi feito um exame para doenças como Alzheimer. A Cintilografia Cerebral com 99m-Tc ECD mostra o metabolismo cerebral colaborando nos diagnósticos diferenciais dos principais tipos de demências.

+ Notícias
NOTÍCIAS ANTIGAS